PublicidadePublicidade

Homem mata amigo a facadas em Anápolis após perder a paciência

Até então Gilmar não tinha nenhum antecedente criminal

Da Redação Da Redação -

Gilmar Ambrósio de Oliveira, de 37 anos, deve ser recebido na manhã desta segunda-feira (1º) no Centro de Inserção Social Monsenhor Luis Ilc, a cadeia pública de Anápolis.

Na manhã deste domingo (30), ele foi parado e preso pela Polícia Militar nas proximidades da antiga FAIANA, no Jundiaí Industrial, com as roupas sujas de sangue e confessou o crime que cometeu na noite anterior.

Na Central de Flagrantes da Polícia Civil, Gilmar alegou ter matado Samuel Alves de Lima, de 50 anos, após receber uma correntada do amigo.

PublicidadePublicidade

“O Gilmar disse que o Samuel o provocava há algum tempo e que dessa vez acabou perdendo a paciência”, adiantou o delegado Ariel Martins à reportagem do Portal 6.

Depois de receber diversas facadas, a vítima tentou entrar em um bar para pedir socorro, mas não resistiu aos ferimentos e coube ao Serviço Ambulatorial Móvel de Urgência (SAMU) apenas constatar a morte.

Gilmar, que até então não tinha antecedentes criminais, havia fugido do local.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade