PublicidadePublicidade

Pai fica sabendo que filho roubou desempregada em Anápolis e reage assim

Se condenado, o jovem e comparsa podem pegar de quatro a dez anos de reclusão, além da multa

Da Redação -

O próximo domingo (11) deve ser de profunda reflexão para Mateus de Souza Teixeira, de 21 anos, que desde a manhã de hoje (09) está hospedado no Centro de Inserção Social Monsenhor Luiz Ilc, a cadeia pública de Anápolis.

Na quinta-feira (08), ele e o amigo Daniel Junio Martins de Souza, de 23 anos, assaltaram uma mulher desempregada, de 30 anos, no JK Nova Capital, bairro de classe média na região Leste da cidade.

Com uma arma, a dupla abordou a vítima no meio da rua e a obrigou a entregar um celular e R$ 28.

PublicidadePublicidade

A Polícia Militar (PM) foi avisada sobre o ocorrido, mas só conseguiu encontrar os autores do crime após ser acionada para averiguar uma ameaça de morte.

Mateus havia brigado com o irmão e, quando os PM’s chegaram ao local, perceberam que ele tinha as mesmas caracterísiticas físicas informadas pela desempregada.

Ouvindo o relato policial, o pai do rapaz imediatamente autorizou que a equipe entrasse na residência para tentar encontrar os objetos.

Não deu outra: o celular e o dinheiro estavam enrolados dentro de uma sacola em cima do telhado.

Diante da situação, o homem disse que não compactuava com a atitude do filho e não esboçou resistência ao saber que ele seria levado para delegacia. Mateus também foi instado a contar onde o comparsa estava escondido e ambos foram autuados em flagrante por roubo.

Se condenado, Mateus e Daniel podem pegar de quatro a dez anos de reclusão, além de pagar multa.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade