Portal 6

Seu Adão, o homem mais velho do Brasil, morre em Anápolis

(Foto: Ismael Viera)

Por toda a trajetória de vida que acumulou, o morador do Filostro detinha o título de cidadão anapolino concedido pela Câmara Municipal

Apontado como o homem mais velho do Brasil, Adão Virgínio de Souza morreu aos 114 nesta sexta-feira (16), em Anápolis. Natural de Urucuí (PI), ele nasceu em 28 de março de 1905, viveu a infância e adolescência em Loureto (MA) e, antes de vir para Anápolis, em 1975, passou por Gurupi (TO) e Formoso do Araguaia (TO).

Seu Adão, como era conhecido, trabalhou como agricultor e servente de pedreiro durante boa parte da vida para sustentar os seis filhos. Aposentado, atualmente vivia no Conjunto Filostro Machado. Soma quase 50 o número netos, bisnetos e tataranetos que ele deixou.

O velório de Seu Adão ocorre na residência onde homem mais velho do Brasil vivia com a família, na Rua Comendador José Abdala. O sepultamento está marcado para às 10h deste sábado (17) no Cemitério São Miguel, instalado no Bairro São Jorge.

Pelo título que ostentava, Seu Adão recebeu cidadania anapolina em 2017. À época, o então presidente da Câmara Municipal Amilton Filho (SDD) deu agilidade nos trâmites da congratulação –  proposta pelo vereador Lélio Alvarenga (PSC).

“Quando os parlamentares conheceram a história de vida do senhor Adão, fizeram questão de apressar o processo de concessão do título, e aprovaram a entrega por unanimidade. Ele é um ícone para a cidade, com grande história de vida”, afirmou na ocasião o hoje deputado estadual.

Quer comentar?

Comentários




Nosso Twitter



Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.