Portal 6

Proerd já tirou do caminho das drogas mais de 50 mil crianças em Anápolis

Por meio da formação moral e cívica e do cultivo da autoestima, projeto mostra às crianças que elas são grandes e têm direito a uma vida plena de sonhos e realizações

A última sexta-feira (30 ) ficará marcada na vida de 400 estudantes de Anápolis. É que em solenidade na Escola Municipal Ayrton Senna da Silva, no Conjunto Filostro Machado, eles receberam os certificados do Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (Proerd), desenvolvido pela Polícia Militar em parceria com a Secretaria Municipal de Educação (Semed).

“De maneira lúdica, trabalhamos com as crianças o real entendimento do que são as drogas, evitando assim o primeiro contato”, afirma o instrutor do Programa, cabo Neto. Ele explica que o foco são os jovens das regiões da cidade que possuem maior índice de violência e tráfico de drogas, ou seja, em situação de maior vulnerabilidade social.

Em Anápolis, mais de 50 mil crianças já participaram do programa, que atende a rede municipal, estadual e colégios militares.

A garotada que se graduou hoje tem entre 10 e 12 anos, idade em que, segundo o instrutor do Proerd, é de tomada de decisões. Por isso a importância de trabalhar a prevenção, a informação e a aproximação da comunidade com a Polícia Militar. Trata-se de uma atuação conjunta, desenvolvida pela escola, família e PM.

(Foto: Renato Lopes)

Os alunos Ronieri Teixeira e Gabrielly Lopes de Oliveira, ambos com 11 anos, foram certificados na ocasião e aprovaram o Programa. “A gente já tinha ouvido falar um pouco sobre violência e drogas, mas aqui a gente aprendeu muito mais. Aprendemos também sobre violência, que ela acontece de muitas formas”, pontuaram.

A Polícia Militar Mirim teve participação especial no evento, realizou um desfile e motivou ainda mais a criançada. O subtenente Martins, responsável pela formação da turma, ressaltou o poder transformador do projeto.

“A redução dos índices de violência passa pela educação. E esses projetos vão alcançar isto, por meio da formação moral e cívica, do cultivo da autoestima destas crianças. Mostramos a elas que são grandes e têm direito a uma vida plena de sonhos e realizações”, ressaltou.

Quer comentar?

Comentários

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.