Portal 6

Governo de Goiás inicia reflorestamento do Parque Estadual do João Leite

(Foto: Divulgação/Semad)

Ação integra plano de compensação ambiental em parceria com a concessionária da BR-040

O Governo de Goiás, por meio da Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad), iniciou, no último dia 13 de novembro, o reflorestamento de mais de 151 hectares no Parque Estadual do João Leite (PEJoL). A ação de reposição nativa integra o plano de compensação ambiental da Via 040 por conta das obras realizadas pela empresa no trecho goiano da Rodovia BR-040.

Segundo o projeto, monitorado pela Superintendência de Unidades de Conservação e Regularização Ambiental da Semad, são mais de 250 mil mudas de plantas típicas da região, além de tratos culturais necessários como controle de formigas, coroamento, irrigação, proteção contra incêndios, entre outros, por um período mínimo de 3 anos.

Segundo a secretária Andréa Vulcanis, a compensação é um instrumento importante da gestão ambiental na relação entre Estado e iniciativa privada. “O Governo de Goiás tem sido muito eficaz na negociação destas compensações, que além da ação em si, de recuperação de áreas degradadas, ainda promove uma maior integração das empresas com a gestão ambiental, com maior participação, interesse e trabalho conjunto”, afirma.

A titular da Semad lembra que a unidade de conservação sofreu um incêndio criminoso de grandes proporções no último mês de setembro e já havia sofrido com uma grande queimada em 2018. “Dentro deste cenário, o local necessitava de uma ação emergencial para recompor a vegetação que foi destruída pelo fogo e de novas intervenções para a manutenção deste plantio e da prevenção de novos incêndios”, explica Andréa Vulcanis.

Criado em 2014, o Parque Estadual do João Leite tem aproximadamente 2,8 mil hectares e, juntamente com o Parque Estadual Altamiro de Moura Pacheco, forma uma importante área de proteção do Reservatório do Ribeirão João Leite, que abastece boa parte da região metropolitana de Goiânia.

No reflorestamento de mais de 151 hectares no Parque Estadual do João Leite são mais de 250 mil mudas de plantas típicas da região, além de tratos culturais necessários como controle de formigas, coroamento, irrigação e proteção contra incêndios por um período mínimo de 3 anos

Quer comentar?

Comentários

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.