Portal 6

Gritos salvaram a vida de mulher espancada e na mira de uma arma em Anápolis

(Foto: Captura)

Ela teve a casa invadida e no local foram encontradas 16 munições

A Polícia Militar (PM) precisou se deslocar até o Residencial Arco Íris, região Sudeste de Anápolis, nesta segunda-feira (18), para atender o chamado de uma mulher que quase foi brutalmente assassinada.

Consta nos registros policiais que a equipe recebeu uma denúncia de violência doméstica e, ao chegar no endereço, encontraram a vítima, de 30 anos, com vários ferimentos no rosto, boca e braços.

Ela contou aos agentes que foi casada por nove anos com M. R. A. e está passando pelo período do divórcio. No entanto, o homem não aceita o fim do relacionamento e está constantemente a ameaçando.

Apesar de ter medida protetiva, M. R. A. invadiu a casa da ex e a agrediu com socos e chutes, chegando até a pular na barriga dela. Em seguida, sacou uma arma e afirmou que iria matá-la.

Um desconhecido passava pela rua no momento e ouviu os gritos da vítima. Ele perguntou o que estava acontecendo e o agressor, com receio de que fosse a polícia, fugiu.

No local, o suspeito deixou cair 16 munições de calibre 38 intactas. Apesar dos esforços da corporação, ele ainda não foi localizado.

O caso foi registrado como lesão corporal dolosa, posse irregular de arma de fogo e descumprimento de medidas protetivas e deverá ser investigado pela Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (DEAM).

Quer comentar?

Comentários

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.