Portal 6

Anápolis poderá ter banco de dados para encontrar pessoas desaparecidas

(Foto: Ismael Vieira)

“Brasil está bem atrasado em políticas públicas para evitar que mais crianças desapareçam”, afirmou autor da proposta

Tramita na Câmara Municipal de Anápolis um projeto de Lei do vereador Domingos Paula (PV) que quer criar um cadastro de pessoas desaparecidas.

Se aprovado, a Administração Municipal terá de manter, junto ao Observatório de Segurança, um banco de dados para registrar todos aqueles que sumirem nos limites territoriais da cidade.

Neste sistema precisará conter nome completo da pessoa desaparecida, filiação, números do RG e CPF, data de nascimento, naturalidade e nacionalidade, características físicas, fotos, endereço e se possui alguma enfermidade de ordem psíquica.

Em justificativa no texto, o parlamentar afirmou que essa iniciativa tem objetivo de dar maior agilidade e efetividade na localização dessas pessoas, principalmente se tratando de crianças e adolescentes.

“O desaparecimento forçado é o mais assustador para as famílias. Redes de pedofilia, tráfico de órgãos, prostituição e escravidão moderna estão entre os motivos para um desaparecimento forçado. Infelizmente, o Brasil está bem atrasado em políticas públicas para evitar que mais crianças desapareçam”, escreveu.

Veja o projeto de Lei na íntegra.

Quer comentar?

Comentários




Nosso Twitter

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.