Portal 6

Desconstruindo machismo, Anápolis poderá ter ‘terapia social’ para agressores de mulheres

(Foto: Reprodução)

“É uma medida socioeducativa que provoca mudanças, crises e uma reflexão muito profunda”, escreveu autor do projeto

Tramita na Câmara Municipal de Anápolis um projeto de Lei do vereador Alfredo Landim (PT) que quer criar na cidade um programa de “Terapia Social” para agressores de mulheres.

Dentre as diretrizes desta iniciativa, conforme o parlamentar, estão a desconstrução da cultura do machismo e o combate à violência, através de campanhas em igrejas, escolas, clubes, entre outros espaços.

Caso a matéria seja aprovada, esses homens deverão ser acompanhados, receber aconselhamentos e cursos e serem ressocializados para melhorar o relacionamento com a família.

Aqueles que sejam acusados de crimes sexuais, dependentes químicos, portadores de transtornos psiquiátricos, autores de crimes dolosos contra a vida ou tenham a liberdade cerceada não poderão participar do programa.

Em justificativa no texto, o vereador afirmou que a medida serve para “ofertar uma possibilidade de diminuir ou acabar com a impunidade, forçando os homens a participarem do trabalho”.

“Esse trabalho não é uma terapia, é uma medida socioeducativa que provoca mudanças, crises e uma reflexão muito profunda sobre o comportamento desses homens”, escreveu.

Veja o projeto na íntegra.

Quer comentar?

Comentários

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.