PublicidadePublicidade

Jovens de Anápolis mataram motorista e jogaram corpo em cisterna por vingança

Rapazes confessaram o crime e apontaram possível envio de nudes pelo WhatsApp como o estopim

Denilson Boaventura Denilson Boaventura -

Presos pela Polícia Civil (PC) em Anápolis, Igor Mateus Motta Martins, de 20 anos, e Henrique Rodrigues de Freitas, de 25 anos, foram transferidos para Alexânia na noite desta quinta-feira (19).

A dupla confessou ter assassinado o motorista de aplicativo Francisco Marcelino Pereira, de 48 anos, que estava desaparecido desde a última segunda-feira (16).

O corpo foi encontrado dentro de uma cisterna em um matagal no município de Novo Gama, no entorno do Distrito Federal (DF). Segundo a delegada Silzane Bicalho, responsável pelo caso, foram eles que indicaram o local.

PublicidadePublicidade

Além dos dois jovens, que são colegas de trabalho em uma madeireira de Anápolis, um outro rapaz — até o momento foragido — também tem envolvimento no crime.

A motivação apresentada pelos presos é vingança. O motorista, segundo eles, teria assediado e enviado nudes para namorada de Igor pelo WhatsApp após ela realizar uma viagem.

De acordo com a titular da Delegacia de Alexânia, uma emboscada contra Francisco Marcelino foi armada. Para o crime, os jovens contrataram uma corrida e asfixiaram o motorista até a morte.

O veículo do motorista, um Fiat Mobi vermelho com a placa PRZ-3235, foi localizado em Anápolis pela PC. Imagens de câmeras de segurança indicavam que ele estava aqui.

Igor, apontado como o idealizador e executor do plano, possui outras passagens por crimes desta natureza. O caso é investigado como homicídio qualificado e ocultação de cadáver.

PublicidadePublicidade

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade