PublicidadePublicidade

Tabela mostra que profissionais da Covid-19 receberão menos em Anápolis

Cooperativa foi a escolhida pela Semusa para fornecer mão de obra às unidades da rede e receberá mais de R$ 14 milhões pelo contrato

Carlos Henrique Carlos Henrique -
Centro de Internação Norma Pizzari é o hospital de campanha da Prefeitura de Anápolis. (Foto: Danilo Boaventura)

A tristeza dos profissionais da saúde, não efetivos, que atuam na linha de frente da Covid-19 em unidades da rede municipal tem um porquê.

Credenciados pela Prefeitura de Anápolis no início da pandemia, eles, se quiserem permanecer trabalhando, terão de se tornar prestadores de serviço da Quadricoop.

A cooperativa foi a escolhida pela Semusa para fornecer mão de obra às unidades da rede e receberá R$ 14.212.800 pelo contrato.

PublicidadePublicidade

Terá de usar o dinheiro para pagar médicos, enfermeiros, fisioterapeutas, biomédicos, farmacêuticos, técnicos em enfermagem e maqueiros.

A seção Rápidas do Portal 6 teve acesso à tabela da Quadricoop. O valor é abaixo do que a Prefeitura paga atualmente aos profissionais.

PublicidadePublicidade

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade