PublicidadePublicidade

Loja no Centro causou aglomeração e foi autuada sim, diz Vigilância Sanitária

Promoção anunciada por digitais influencer’s da cidade levou grande quantidade de pessoas para porta do estabelecimento

Caio Henrique -

O caso de aglomeração na porta de uma loja de R$2 localizada na Rua Sete de Setembro, no Centro de Anápolis, repercutido pelo Portal 6 na manhã desta segunda-feira (24), continua dando o que falar.

Isso porque, após a publicação da matéria, a Vigilância Sanitária entrou em contato com a reportagem para esclarecer alguns detalhes que ficaram omissos na explicação do episódio por parte do proprietário do estabelecimento Só Dois.

Por meio do gerente municipal do órgão, Gúbio Dias Pereira, foi explicado que o local recebeu uma autuação após a chegada dos fiscais, devido ao excesso de pessoas.

O servidor também contou que alertou o proprietário sobre a responsabilidade dele em relação ao controle da fila, já que, ao se posicionar sobre o ocorrido, o dono se justificou dizendo que dentro da loja todas as normas estavam sendo seguidas e que o problema era com o pessoal da fila no lado de fora.

O gerente da Vigilância Sanitária também salientou que uma nova visita ao estabelecimento será feita ainda nesta tarde, para garantir o cumprimento das medidas de prevenção contra a contaminação pelo novo coronavírus.

Caso seja constatada alguma violação, o local poderá ser interditado.

Entenda a história

Na manhã de hoje (24), o estabelecimento, conhecido como Só Dois e que comercializa itens domésticos e de outras variedades por apenas R$ 2, recebeu várias mercadorias.

As novidades foram amplamente divulgadas por digitais influencers na cidade, que alertaram que os clientes tinham que se apressar porque os produtos iriam esgotar muito rápido.

A situação acabou saindo do controle e uma fila gigante, com um amontoado de pessoas, foi se formando na porta da loja, que está localizada em uma das ruas mais estreitas do Centro do município.

Por estarmos no meio de uma crise pandêmica, não demorou muito para que as autoridades fossem acionadas e o caso ganhasse repercussão.

PublicidadePublicidade

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade