PublicidadePublicidade

Motorista de Anápolis que levou passageira para motel continuará preso, decide juíza

Pedido de prisão preventiva já havia sido solicitado pelo Ministério Público. Defesa informou ao Portal 6 que irá recorrer

Da Redação -
(Foto: Reprodução)

A juíza Edna Maria Ramos da Hora determinou a prisão preventiva do motorista, de 22 anos, que levou uma cliente, de 21 anos, para um motel na região Sudeste de Anápolis no último domingo (23).

A conversão da prisão em flagrante por tempo indeterminado já havia sido solicitada pela promotora Maria Helena Gomes Medeiros na segunda-feira (24).

Na tarde desta terça-feira (25), após a audiência de custódia, o processo passou a constar como sigiloso no sistema de consulta processual do Tribunal de Justiça de Goiás (TJ-GO).

A informação de que a magistrada manteve o motorista preso foi confirmada, com exclusividade pelo Portal 6, por Victor Hugo Rocha de Faria, advogado do rapaz.

A defesa irá recorrer da decisão em segunda instância e não descarta apresentar um pedido de habeas corpus.

Uber

No início da tarde desta terça-feira (25), a Uber se pronunciou sobre o caso e, em nota enviada com exclusividade para o Portal 6, repudiou o ocorrido e se dispôs a colaborar com as investigações.

A resposta da multinacional, na íntegra, juntamente de mais informações sobre o acontecido, pode ser encontrada aqui.

Entenda o caso

Após sair de uma festa e parar de responder as mensagens dos familiares – fato considerado atípico pela mãe – a jovem acabou preocupando os pais, que insistiram no contato até perceberem que havia alguém se passando pela moça nas respostas.

Depois de pressionarem o homem através das mensagens, ele afirmou ter a buscado na festa e a levado para um motel, de forma “totalmente consensual”.

Em entrevista ao Portal 6, a mãe sustenta que em nenhum momento houve consentimento e que a filha teria sido dopada com um comprimido durante o trajeto da corrida — razão de não ter conseguido prestar depoimento na hora denúncia.

Contou também que chegou primeiro que a polícia no local para salvar a filha e que o motorista de aplicativo ainda teria tentado fugir.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade