PublicidadePublicidade

Homem morre no HUANA após ter mais de 50% do corpo queimado no trabalho

Ele atuava em uma usina quando tudo aconteceu. Filho dele registrou o caso na Central de Flagrantes

Da Redação Da Redação -
(Foto: Reprodução)
PublicidadePublicidade

Um homem de 32 anos, morador de Carmo do Rio Verde, teve de procurar a Central de Flagrantes de Anápolis no final da noite desta terça-feira (1º) para registrar a morte do pai, de 58 anos.

O rapaz contou que o genitor atuava como encarregado de produção na Usina Caçu, em Vicentinópolis, e sofreu um grave acidente de trabalho no último dia 12 de agosto.

É que ao passar perto de um tanque cheio de flegmaça (uma espécie de água com uma mistura de vários álcoois), o recipiente transbordou e todo o conteúdo caiu sobre o corpo da vítima, que ficou mais de 50% queimado.

PublicidadePublicidade

A vítima chegou a ser trazida para o Hospital Estadual de Urgências de Anápolis Dr. Henrique Santillo (HUANA) para receber tratamento, mas os ferimentos eram graves demais e ele não resistiu.

O caso foi registrado como morte acidental de trabalho.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade