PublicidadePublicidade

Mesmo desfeito, contrato com a Quadricoop ainda pode dar muita dor de cabeça à Prefeitura

Cooperativa havia ganhado um contrato de mais de R$ 14 milhões da Semusa para fornecer mão de obra às unidades de saúde do município que atendem pacientes com Covid-19

Carlos Henrique Carlos Henrique -
Centro de Internação Norma Pizzari é o hospital de campanha da Prefeitura de Anápolis. (Foto: Danilo Boaventura)

Está no gabinete de um temido conselheiro a representação oferecida pelo procurador Regis Gonçalves, do Ministério Público de Contas, contra a Prefeitura de Anápolis, sobre o caso Quadricoop.

A cooperativa havia ganhado um contrato de mais de R$ 14 milhões da Semusa para fornecer mão de obra às unidades de saúde do município que atendem pacientes com Covid-19.

O acordo, como noticiou o Portal 6 em 14 de agosto, acabou sendo desfeito por inúmeras polêmicas.

PublicidadePublicidade

É possível que a (s) irregularidade (s) vislumbradas pelo procurador tenham sido detectadas na origem do processo licitatório.

Neste caso, o conselheiro pode acolher o pedido e o município ser obrigado a se explicar.

PublicidadePublicidade

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade