PublicidadePublicidade

Identificado, essa foi a justificativa dada por idoso para fugir após provocar acidente fatal em Anápolis

Matheus Machado Reis só tinha 19 anos e irmão chegou a fazer apelo desesperado nas redes sociais pedindo por justiça

Da Redação Da Redação -

A Delegacia Especializada em Investigação de Crimes de Trânsito (DICT) conseguiu localizar nesta terça-feira (15) o responsável por provocar o acidente que tirou a vida de Matheus Machado Reis, de 19 anos.

De acordo com o delegado Manoel Vanderic, responsável pela apuração do caso, se trata de um idoso, de 66 anos, que estava a caminho de casa quando tudo aconteceu.

Em depoimento, o condutor do veículo afirmou que não parou para prestar socorro por duas razões: porque pensou que o rapaz não havia se machucado e porque estava tarde e no local é muito comum ter assaltos.

PublicidadePublicidade

“O indiciamento preliminar é por homicídio culposo (quando não há intenção de matar), mas isso é preliminar porque ainda está no começo da investigação. Ainda falta muito a ser feito e a prova primordial é a perícia, que vai ser realizada assim que a Polícia Científica disponibilizar a agenda”, explicou o delegado ao Portal 6.

Como não houve flagrante e o idoso se apresentou na delegacia, ele já não preenche os requisitos exigidos por Lei para ser preso preventivamente. Por isso, obrigatoriamente, precisa responder pelo processo em liberdade.

Em tempo

O caso aconteceu no final da noite da última quinta-feira (10), na Avenida Ayrton Senna, no Parque Brasília.

Imagens de câmeras de segurança, que já circulam nas redes sociais, mostram que o condutor teria feito um retorno repentinamente, fazendo o motociclista se desequilibrar e bater contra um poste.

O rapaz chegou a ser socorrido e levado para o Hospital Estadual de Urgências de Anápolis Dr. Henrique Santillo (HUANA), mas morreu horas depois.

Nas redes sociais, Rafael Machado, irmão de Matheus, chegou a publicar um vídeo emocionado, em que pedia ajuda para que o condutor do veículo fosse identificado e preso.

“19 anos. Meu irmão perdeu a vida. Tantos sonhos. Tantas coisas que ele queria fazer”, disse, aos prantos.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade