PublicidadePublicidade

Depois de ter pesadelo, garotinha decide confidenciar para mãe que foi estuprada duas vezes em Anápolis

Crimes teriam acontecido em "lugar seguro" e vítima nunca mais quis voltar lá sozinha

Da Redação Da Redação -

A Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA) de Anápolis registrou, nesta segunda-feira (21), mais uma denúncia grave de estupro de vulnerável.

É que uma mulher, de 38 anos, esteve na unidade e contou que a filha dela, de 12 anos, confidenciou ter sido abusada sexualmente duas vezes pelo marido de uma prima.

A primeira vez teria ocorrido quando a menina tinha nove anos e estava a caminho da casa dessa prima.

PublicidadePublicidade

No carro, o suposto autor teria se aproveitado do fato de a esposa ter saído para abrir uma porteira para passar a mão nas partes íntimas da menor.

A segunda vez foi aos 10 anos e, segundo a vítima, o suspeito agiu da mesma forma, mas ao chegarem no destino, ainda teria levantado o vestido dela, que teve uma crise de choro e pediu para ir embora.

A mãe afirma que, até então, não sabia porque a filha tinha chegado chorando em casa e nem o motivo de não querer mais ir sozinha visitar a prima.

A garotinha ainda disse à genitora que pretendia contar sobre a situação quando estivesse mais velha, mas teve um pesadelo com o suposto abusador e decidiu se abrir.

PublicidadePublicidade

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade