PublicidadePublicidade

Saneago buscou água com caminhões pipas em outras cidades para socorrer abastecimento em Anápolis

Geradores existentes no Sistema Piancó não são suficientes para operar grandes volumes de captação, explica executivo da estatal

Avatar Danilo Boaventura -

Quase 20h se somam ao tempo em que a Saneago ficou sem energia elétrica para captar água bruta para o Sistema Piancó, em Anápolis. É o que informou o diretor de produção da estatal, Mauro Lessa, em entrevista ao Portal 6 neste sábado (03).

Tanta instabilidade resultou no desabastecimento de 80% das residências da cidade, desde a madrugada de quarta-feira (03), momento em que parte da zona rural do município ficou em chamas.

A suspeita de incêndio criminoso não é descartada nem pela Saneago. “Não temos poder de polícia, mas sempre buscamos os órgãos competentes”, ressaltou o executivo da empresa.

PublicidadePublicidade

“De qualquer forma, estamos com equipes fazendo levantamento na região”, contou.

Há geradores no Sistema Piancó, mas eles não conseguem atender nem 10% da capacidade elevatória. “A potência precisa ser muito alta”, reconheceu Mauro, que esteve em Anápolis durante a tarde.

“[Quando a energia vai embora] o conseguimos fazer [com os geradores] é uma substituição parcial. Tecnicamente e financeiramente é inviável um gerador maior”, disse.

De ‘mãos atadas’, restou a Saneago pressionar a Enel, como fez em comunicado à imprensa, e buscar água em Goiânia e cidades do entorno do Distrito Federal por meio de caminhões pipas.

O que nem de longe é suficiente, reconheceu Mauro. “O impacto [da falta de energia] ainda estamos sentindo”, lamentou.

“Somos a maior cliente da Enel. Temos contato direto [com ela]”, garante.

“Anápolis tem um sistema complexo. Estamos investindo na construção de poços e vamos fazer mais reservatórios”, promete.

Em nota enviada ao Portal 6, a Enel explicou quais ações empreendeu para restabelecer a ligação e garantiu que “o fornecimento de energia [já] foi integralmente normalizado”. Leia na íntegra a seguir.

A Enel Distribuição Goiás reforça que mobilizou toda a operação necessária para recuperar a rede elétrica e o poste que foram atingidos pelo incêndio na região de Piancó, em Anápolis. A distribuidora informa que utilizou drone para acessar o local com agilidade e equipes especializadas para realizar os reparos o mais breve possível. A empresa ressalta que, por motivos de segurança, foi necessário aguardar a liberação do Corpo de Bombeiros para atuar na região, uma vez que o incêndio precisou ser controlado. O fornecimento de energia foi integralmente normalizado.

PublicidadePublicidade

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade