PublicidadePublicidade

Família de garotinho atropelado em Anápolis ainda espera gesto de candidata a vereadora

Criança teve o fêmur fraturado e chegou a ser transferida para Hospital de Urgências em Goiânia

Caio Henrique Caio Henrique -

O garotinho Hendrique dos Reis, de 04 anos de idade, recebeu alta do Hospital Estadual de Urgências Governador Otávio Lage de Siqueira (Hugol), em Goiânia, na segunda-feira (12) e já se encontra em casa, descansando.

Ele teve de ser transferido às pressas para a unidade hospitalar da capital após ser atropelado na sexta-feira (09), enquanto atravessava a rua do posto de saúde do bairro Bandeiras, localizado na região Norte de Anápolis.

O acidente foi registrado por câmeras de segurança locais e pode ser visto no vídeo a seguir:

PublicidadePublicidade

A reportagem do Portal 6 conversou com a mãe da criança, Luana dos Reis Sodre, que estava presente no momento da colisão e contou detalhes do ocorrido.

Ela relatou que a condutora do veículo é a candidata a vereadora Alessandra Gomes de Jesus, e que, após o acidente, a mulher teria se oferecido para arcar com as despesas médicas.

Contou também que a condutora até se ofereceu para levar a criança ao hospital, desde que a polícia não fosse chamada, com a justificativa de “não se complicar” – uma vez que está vigente o período eleitoral.

Desesperada para ajudar o filho, que estava desmaiado no chão, Luana aceitou e foi até o Hospital Estadual de Urgências de Anápolis Dr. Henrique Santillo (HUANA) no carro da candidata.

Desdobramentos

Após deixá-los no hospital, Alessandra teria entrado em contato para depositar uma quantia de R$ 150 para cobrir o tratamento, alegando ser essa a ajuda que daria, visto que “não teve culpa” no acidente.

Entretanto, o quadro de Hendrique era grave, ele teve uma fratura no fêmur e precisou ser transferido para o Hugol, a fim de realizar diversos cuidados emergenciais, com custo muito maior que o oferecido.

Indignada com a postura da motorista, a mãe contou que decidiu registrar o boletim de ocorrência na noite do mesmo dia e tentar cobrar algum posicionamento da mulher.

Contudo, foi respondida pelo marido da mesma, que se apresentou como advogado e, segundo ela, enviou diversos áudios a coagindo e ofendendo.

Outro lado

O Portal 6 tentou localizar a candidata Alessandra por diversas vezes, via telefone, mas não obteve sucesso em nenhuma delas.

O espaço segue aberto caso ela queira se pronunciar sobre o assunto.

PublicidadePublicidade

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade