PublicidadePublicidade

Demitida, mulher não gostou do acerto trabalhista e quis resolver assim a situação

Polícia Militar chegou a reforçar o patrulhamento na região, mas não a encontrou

Da Redação Da Redação -
PublicidadePublicidade

Um morador da Vila Góis, região Central de Anápolis, acionou a Polícia Militar nesta quarta-feira (18) para denunciar que uma confusão, envolvendo até mesmo uma arma de fogo, estaria acontecendo no bairro.

Quando chegaram o endereço, os policiais encontraram um homem de 43 anos, que contou ser proprietário de uma empresa de serviços de limpeza e que acabou tendo um desacordo com uma empregada.

No momento de realizar os direitos trabalhistas da mulher, que tem 41 anos, ela não aceitou o acerto que tinha para receber.

PublicidadePublicidade

O homem alega que a funcionária ficou muito alterada e fez ameaças de morte. Em seguida, deixou o local.

Os policiais chegaram a realizar um patrulhamento pela região para tentar localizá-la, mas não tiveram sucesso.

Por isso, orientaram o proprietário da empresa a procurar a Central de Flagrantes para registrar um Boletim de Ocorrência.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade