PublicidadePublicidade

Após presenciar cena de crueldade, garotinho grita e ajuda a salvar vida da mãe e irmã em Anápolis

Criança tem cerca de cinco anos e estava ao prantos quando os policiais militares chegaram no endereço

Da Redação Da Redação -
(Foto: Gabriella Lícia)

A segunda-feira (14) foi de medo e muito desespero para um garotinho de cerca de cinco anos, que assistiu uma verdadeira cena de violência, no Jardim Esperança, em Anápolis.

A Polícia Militar chegou no endereço através de uma denúncia anônima e encontrou vários vizinhos na rua, que estavam extremamente preocupados depois de ouvirem a criança gritar.

Ao bater no portão, os agentes foram atendidos pelo próprio menino. Aos prantos, ele pediu ajuda e contou que o padrasto dele havia cortado a irmã, de 14 anos, com uma faca, e tentava matar a mãe, de 31.

PublicidadePublicidade

O suspeito, de 19 anos, percebeu a presença da viatura e tentou pular o muro para fugir, mas acabou contido e algemado.

Em conversa com a companheira do rapaz, ela contou que os dois tiveram uma discussão e a filha adolescente interviu para defendê-la. Nesse momento ele teria feito um corte no braço dela com a arma branca.

Na briga, o jovem ainda teria quebrado o celular da esposa e escondido a faca no telhado. Todas a violência aconteceu na frente da criança.

Além do suspeito, mãe e filha também tiveram de ser encaminhadas à Central de Flagrantes para prestar depoimento. No entanto, tudo mudou durante a conversa com o delegado plantonista.

Mesmo que os laudos do Instituto Médico Legal (IML) tenham comprovado que as duas estavam com lesões recentes, elas voltaram atrás, por medo, e disseram que elas próprias se machucaram.

Em relação às ameaças que sofreram, também decidiram não representar criminalmente contra o rapaz.

PublicidadePublicidade

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade