PublicidadePublicidade

Briga de trânsito na Vila Góis termina com bêbada presa e valentão sem a moto

Pelo relato de ambos, tudo teria começado após colisão na Avenida Pedro Ludovico

Da Redação Da Redação -

A madrugada desta segunda-feira (28) foi de muita confusão, na Vila Góis, região Central de Anápolis, depois que uma mulher, de 29 anos, colidiu com a moto de um jovem, de 20.

Acionada por volta das 04h, a Polícia Militar esteve no local para conversar com os envolvidos. A reportagem do Portal 6 apurou que cada um contou uma versão diferente dos fatos.

A mulher, moradora do Anápolis City, afirmou que estava dirigindo o carro pela Avenida Pedro Ludovico quando colidiu com a moto. Depois, saiu do local e foi perseguida pelo motociclista, que exigiu o valor de R$ 300 para pagar um possível conserto.

PublicidadePublicidade

Como a condutora afirma não ter aceitado a quantia que o motociclista pediu, ele teria tomado a chave do veículo, um  GM Cobalt, e os dois começaram a bater boca.

Já o dono da moto, que mora no Boa Vista, disse que estava em uma tabacaria quando viu a mulher batendo com o carro na moto dele.

Como fugiu sem dar satisfações, decidiu ir atrás dela, mas alega que a motorista deu ‘um cavalo de pau’ e tentou atropelá-lo.

Depois teria perdido o controle da direção e, por isso, o jovem decidiu pegar a chave do carro dela para evitar que algo mais grave pudesse acontecer. Por esse motivo, teria sido ameaçado.

Os dois tiveram de ser levados ao posto da Polícia Rodoviária Federal (PRF) para serem submetidos ao bafômetro.

O rapaz não havia ingerido nenhuma bebida e a mulher se negou a assoprar o aparelho. Ela, porém, disse que havia bebido duas garrafas de cerveja.

A moto do jovem foi apreendida porque não estava com retrovisor, que é obrigatório, tinha o licenciamento atrasado e o condutor não possui carteira de habilitação.

O carro também foi levado para o Centro Pátio, uma vez que a mulher não estava em condições de dirigir. Na delegacia, ela foi autuada por embriaguez ao volante.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade