PublicidadePublicidade

Em Goiás, homem matou cruelmente idosa que fazia compra em supermercado

Avatar Gabriella Licia -

A quinta-feira (04) foi de susto e terror para moradores de Valparaíso de Goiás, depois que um jovem, de 22 anos, cometeu dois crimes consecutivos que resultaram na morte de uma idosa, de 74 anos.

Inicialmente, Jonas Santana de Oliveira abordou e tentou roubar os pertences de uma moça. No entanto, ela reagiu ao crime e foi atacada com um pedaço de madeira.

Após o golpe, ele fugiu e entrou no Assaí Atacadista. Em minutos, o criminoso foi até a seção de facas, subtraiu uma delas e, aleatoriamente, escolheu a vítima, que estava com o marido fazendo compras.

PublicidadePublicidade

Jonas esfaqueou a idosa pelas costas e tentou fugir novamente. No entanto, a equipe de segurança conseguiu detê-lo. Câmeras do atacadista registraram todas as cenas.

A idosa chegou a ser socorrida e encaminhada ao Hospital Regional de Santa Maria (HRSM), mas não resistiu aos ferimentos.

Na delegacia, Jonas não apresentou nenhuma reação de arrependimento ou culpa. Ele permaneceu em silêncio e foi autuado por homicídio qualificado (por ter impossibilitado a defesa da vítima) e tentativa de roubo.

“Tentamos interrogá-lo mais de uma vez, por meio formal e informal, mas ele não disse nada. Ele não demonstrava estar sob efeito de drogas ou ter algum problema psiquiátrico. Ele é uma pessoa fria e cruel”, ponderou o delegado responsável pelo caso, Rafael Pareja.

Segundo o investigador, o autor dos crimes não tinha nenhuma ligação com as vítimas.

Resposta do atacadista

Em nota, o Assaí Atacadista confirmou ao Correio Brasiliense todos os acontecimentos e informou que está à disposição da família para prestar o apoio necessário.

“A unidade foi imediatamente fechada. A cliente foi encaminhada com urgência para atendimento médico em Brasília, e a rede acompanha com atenção todo o processo, colocando inclusive uma equipe no local à disposição da família. A empresa está, neste momento, concentrada em prestar todo o apoio e solidariedade à vítima e seus familiares.”

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade