PublicidadePublicidade

Desesperada, mãe aproveita ida a escola do filho para pedir socorro com bilhete: “Não me ignore”

Avatar Gabriella Licia -

Um pedaço de papel, um lápis e muita coragem. Foi tudo o que precisou a jovem, de 28 anos, para colocar um ponto final na série de violências físicas e verbais que enfrentava dentro de casa com o esposo. O caso aconteceu em Maceió, capital de Alagoas.

A vítima, mãe de um garotinho, foi até a escola do filho para matriculá-lo, na última terça-feira (09), e durante o caminho até a instituição, decidiu que daria um novo rumo para a vida.

Ela escreveu em um papel rasgado sobre tudo o que sofria com o marido, das agressões e ameaças que recebia todos os dias.

PublicidadePublicidade

Ao chegar em frente à escola, ela deixou o marido no carro e entrou com a documentação do filho e anexou o bilhete junto.

“Por favor, me ajude. Estou sendo espancada. Não posso falar. Estou com hematomas na perna e meu filho foi seriamente atingido psicologicamente. Ele me bateu com o facão. Me ajude, ele não me deixa falar, me ameaça toda hora. Não consigo mais ficar calada, eu me cansei. Não me ignore”, escreveu.

Toda a direção do colégio se mobilizou com a situação. A vítima afirmou ainda que, durante as agressões, ele também a atacava com um facão, mostrando os hematomas pelo corpo.

Imediatamente, equipes da Polícia Militar foram acionadas e o suspeito foi preso em flagrante por violência doméstica.

Após ser detido, o homem foi encaminhado para a Central de Flagrantes do bairro Gruta de Lourdes. Ele segue preso aguardando a audiência de custódia.

O caso foi passado para a Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (DEAM), e uma medida protetiva foi providenciada para a jovem e o garotinho.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade