PublicidadePublicidade

GIH descobre porque jovem de Anápolis foi assassinado a tiros na frente da mãe

Da Redação Da Redação -

O Grupo de Investigação de Homicídios (GIH) da Polícia Civil cumpriu, na manhã desta terça-feira (02), em Anápolis, mandados de prisão temporária contra dois homens de 26 e 33 anos.

A dupla é apontada como responsável pelo homicídio qualificado contra o jovem Daniel Ferreira da Cruz, de 28 anos, no último dia 14 de janeiro, no Residencial Leblon.

De acordo com a corporação, os dois homens estiveram na casa do rapaz para cobrar uma dívida de drogas de aproximadamente R$ 300. Como a vítima não fez o pagamento, foi alvo de vários disparos de arma de fogo.

PublicidadePublicidade

Socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) e bastante ofegante, Daniel ainda conseguiu contar o nome dos criminosos, que fugiram de moto em seguida.

A mãe dele, de 48 anos, presenciou as cenas, mas nada conseguiu fazer para ajudar o filho — a não ser ligar para Polícia Militar (PM).

O jovem chegou a ser levado para o Hospital Estadual de Urgências de Anápolis Dr. Henrique Santillo (HUANA) e precisou passar por uma longa cirurgia de tórax aberto.

Depois do procedimento, foi levado intubado para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) da unidade, mas os ferimentos eram graves demais e ele não resistiu.

Os dois presos já possuem passagens por tráfico e receptação e estão recolhidos no Centro de Inserção Social Monsenhor Luiz Ilc, a cadeia pública da cidade.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade