PublicidadePublicidade

Morte de filho de médico anapolino pode não ter sido registrada na polícia

Da Redação Da Redação -

Nos grupos de WhatsApp em Anápolis não param de circular mensagens de lamentações e correntes de solidariedade à família do cardiologista Napoleão Alves da Costa.

Ele perdeu o filho de quatro anos no último final de semana, em uma fazenda no interior de Goiás.

O garotinho teria se afogado em uma piscina da propriedade e, mesmo socorrido, não resistiu.

PublicidadePublicidade

Diversos veículos de imprensa tentam apurar mais detalhes sobre o episódio, sem sucesso.

O mais provável é que a família não tenha registrado o óbito na Polícia Civil. Também não há registro de acionamento da Polícia Militar, Corpo de Bombeiros ou do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU).

Informações sobre velório e sepultamento da criança também estão sendo mantidas em sigilo.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade