PublicidadePublicidade

FAB comenta morte de soldado em Anápolis e diz que está ‘colaborando com as investigações’

Avatar Danilo Boaventura -
PublicidadePublicidade

Em nota ao Portal 6 enviada no final tarde desta sexta-feira (05), a Força Aérea Brasileira (FAB) lamentou a morte de Guilherme Souza Costa, de 19 anos.

Ele era soldado na Ala 2, de Anápolis, e morreu após uma perseguição policial na noite anterior. O militar chegou a ser levado para o Hospital Estadual de Urgências Dr. Henrique Santillo (HUANA), mas teve o óbito confirmado na unidade.

Ao longo do dia, diversos vídeos que registraram parte da ação policial foram divulgados nas redes sociais por internautas e amigos do rapaz.

PublicidadePublicidade

A maioria dos relatos sustentam que Guilherme teria sido alvejado após descer moto que pilotava e se render.

O jovem não tinha habilitação e ignorou os avisos da viatura para parar o veículo após ser flagrado uma manobra arriscada em via pública.

Devido a esses questionamentos, alguns policiais foram afastados. O procedimento é protocolar dentro da corporação.

Ciente da delicadeza do caso, a FAB informou que “colabora com as investigações da autoridade policial responsável”. Leia na íntegra, a seguir.

A Força Aérea Brasileira (FAB) lamenta informar o falecimento de um militar do efetivo da Ala 2 – Base Aérea de Anápolis, nesta quinta-feira (04/03), em Anápolis (GO). A Instituição expressa suas condolências e presta todo o apoio à família do militar nesse momento de luto.

A FAB colabora com as investigações da autoridade policial responsável pelo caso.

Centro de Comunicação Social da Aeronáutica

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade