PublicidadePublicidade

‘Não vou trocar vidas por voto’, diz Ronaldo Caiado

Avatar Gabriella Licia -

O governador Ronaldo Caiado (DEM), que também é médico, aproveitou o evento em que anunciou medidas de socorro financeiro a empreendedores e o decreto de fechamento do estado por 14 dias, para mandar alguns recados.

“Não vou trocar, de maneira alguma, vidas por voto. Minha posição como governador do Estado de Goiás é a responsabilidade com a vida de 7,2 milhões de pessoas que aqui habitam”, pontuou.

“Nenhuma decisão foi tomada sem que nós consultássemos todos os poderes e órgãos independentes do estado”, completou.

PublicidadePublicidade

O governador ainda disse que “a pandemia deveria servir para humanizar as nossas relações, com solidariedade e amor ao próximo”, no entanto, interesses políticos têm sobressaído para muitos.

A primeira-dama, Gracinha Caiado, presente durante a reunião nesta manhã, aproveitou para pontuar também algumas ideias e fazer um apelo aos goianos.

“Nunca imaginei, nos meus piores dias, viver o que estamos vivendo. Todas as autoridades e poderes do Estado de Goiás estão aqui com um único pensamento: salvar vidas. Não é digno politizar essa pandemia”, declarou.

Durante o discurso, Caiado apresentou alguns planos estaduais que foram desenvolvidos para auxiliar a população no enfrentamento do lockdown, que será iniciado nesta quarta-feira (17) em todo território de Goiás.

Na prática, as atividades econômicas ficam suspensas por 14 dias e depois retornam o funcionamento por outros 14. Apenas as atividades essenciais é que poderão seguir de portas abertas todos os dias.

Auxílio governamental

Mais de R$ 110 milhões em empréstimos serão disponibilizados para micro e pequenos empreendedores, que ainda serão isentados de juros.

Além disso, será oferecido assistência social às famílias pelo Gabinete de Polícias Sociais (GPS) e a Organização das Voluntárias de Goiás (OVG), com distribuição de 250 mil cestas básicas, R$ 28 milhões para todos os 246 municípios goianos e R$ 2 milhões para socorrer espaços culturais e artistas.

A partir do início do lockdown, a Saneago também deixará de suspender os serviços por falta de pagamento da população em situações de vulnerabilidade. 

Uma outra medida adotada pelo estado é que, durante o isolamento, o Departamento Estadual de Trânsito de Goiás (Detran-GO) e a Secretaria de Estado da Economia irão prorrogar o calendário de pagamento do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) para os motoristas e condutores que têm veículos com placas finais de 1 a 5.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade