PublicidadePublicidade

Semusa se pronuncia sobre vídeo em que mulher acusa profissionais de saúde da UPA Vila Esperança

Pasta forneceu informações como horários dos atendimentos e encaminhamento que deu ao paciente

Caio Henrique -

A Prefeitura de Anápolis decidiu se posicionar oficialmente, na tarde deste domingo (21), acerca de um vídeo que viralizou nas redes sociais, em que uma moradora acusa os profissionais da UPA Alair Mafra, na Vila Esperança, de negligência.

Na gravação, a mulher afirma que o cunhado dela foi levado até à unidade na sexta-feira (19) de manhã e que só teria recebido tratamento já no período noturno, sendo que teria precisado “mendigar e implorar” para que ele fosse medicado conforme a prescrição.

A Secretaria Municipal se Saúde (Semusa) veio a público através do perfil oficial da Prefeitura no Instagram para garantir que o paciente está recebendo todos os cuidados necessários na UPA e que em nenhum momento houve falta de profissionalismo por qualquer servidor.

PublicidadePublicidade

A pasta também divulgou as informações do prontuário médico do homem.

No documento, consta que ele chegou na unidade via SAMU, com histórico positivo para Covid-19 e apresentando sintomas, sendo atendido no início da tarde, mais especificamente às 14h17.

A avaliação teria sido seguida, então, de uma bateria de exames, realizada às 15h20 para, enfim, se iniciar a medicação. Esta, ainda de acordo com o prontuário, foi aplicada às 16h.

A Semusa informou também que, no momento, o paciente já se encontra devidamente isolado e em observação na enfermaria.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade