PublicidadePublicidade

Em operação contra o tráfico, CPE encontrou lista de pessoas que seriam assassinadas em Anápolis

Monitoramento do endereço em que ocorreu as prisões era feito por policiais militares após denúncia de que local abrigava "disque-drogas"

Da Redação -
(Foto: Divulgação / CPE)

Após vários dias monitorando uma casa no Residencial Jandaia, bairro da região Norte de Anápolis, policiais da Companhia de Policiamento Especializado (CPE) conseguiram realizar a detenção de dois jovens neste final de semana.

Por denúncia anônima, a corporação soube que o local estaria funcionando como um ‘disque-droga’. No sábado (10), depois de muita espera, os agentes viram na porta um rapaz suspeito, de 21 anos, e conseguiram fazer a abordagem.

Ele carregava oito porções de crack, dinheiro e um pote plástico com pedaços de papel com um número de telefone.

No interior da casa estava o outro suspeito, de 18 anos. Ele tem uma passagem por homicídio no estado do Pará e ainda tentou fugir pulando o muro dos vizinhos, mas foi alcançado duas ruas depois.

Dentro do imóvel, os policiais encontraram nove pedaços de maconha, R$ 422 em notas, moedas, cadernos de anotações do comércio de drogas, papel filme, faca, além de uma mochila com mais entorpecentes e uma balança de precisão.

Chamou atenção da equipe que, dentro de um dos caderninhos, havia uma “lista de 121” (o número equivale a homicídio no Código Penal) com vários nomes. Alguns estavam marcados com ok. De acordo com a CPE, a lista era de pessoas que seriam assassinadas.

Os dois foram encaminhados à Central de Flagrantes e autuados por tráfico de drogas, que é inafiançável.

Um terceiro jovem, de 18 anos, também estava no local. Ele chegou a ser levado para delegacia, mas como não portava nenhuma das drogas apreendidas, não deverá responder pelo crime.

PublicidadePublicidade

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade