Os detalhes da mega operação policial que começou em Anápolis, mas também parou Goiânia e Aparecida

Tudo começou após as vítimas procurarem a corporação e terminou durante a madrugada

Da Redação Da Redação -
(Foto: Divulgação)
PublicidadePublicidade

Uma mega operação policial, que começou na quinta-feira (15) e se estendeu para madrugada desta sexta (16), terminou com a prisão em flagrante de três homens e duas mulheres.

A ação contou com a participação de equipes da Central de Flagrantes de Anápolis, 2º Delegacia Distrital de Polícia e Polícia Rodoviária Federal (PRF).

De acordo com a Polícia Civil, o caso teve início depois que dois caminhoneiros procuraram a corporação para denunciar que tinham tido caminhões roubados e ficaram em cárcere, sob a mira de criminosos armados, por mais de 24h para que os assaltantes levassem os veículos para fora do estado.

PublicidadePublicidade

Funcionava assim: os motoristas eram acionados por um aplicativo de frete e, assim que chegavam ao local, eram abordados por um casal armado, que tomava posse dos caminhões e levavam as vítimas para um cativeiro.

Os dois trabalhadores que foram alvos da ação criminosa não se conheciam, mas contaram ter sido capturados pelos bandidos na terça-feira (13). Apenas na noite de quarta (14) é que foram liberados e abandonados para voltarem para casa.

O que chamou mais atenção dos policiais foi que os caminhoneiros relataram que um terceiro ainda estava no cativeiro e precisava de ajuda. Por isso, todos tiveram de se mobilizar de imediato para tentar salvá-lo.

Equipes da Polícia Civil e Polícia Rodoviária Federal. (Foto: Divulgação)

Ele foi encontrado na BR-153, entre Anápolis e Goiânia, em um carro suspeito que foi identificado pelas forças policiais. No veículo também estavam quatro dos autores dos crimes.

Já quinto envolvido foi preso em Aparecida de Goiânia. No local também houve a apreensão de um revólver com munições e um veículo de luxo.

Todo o grupo está à disposição do Poder Judiciário e deverá responder por três roubos majorados, três sequestros, porte ilegal de arma de fogo e organização criminosa.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade