PublicidadePublicidade

Juíza mantém presa namorada de PRF morto em Anápolis e autoriza quebra do sigilo telefônico

Versão da jovem não convenceu o MP. Aplicativos de mensagens, como o WhatsApp, devem ser os principais alvo da perícia

Avatar Danilo Boaventura -
Jéssica Samara era namorada de Igor de Aquino. (Foto: Arquivo/ Portal 6)

Jéssica Samara Gomes Silva permanecerá presa até que o GIH de Anápolis conclua o inquérito que investiga a morte do PRF Igor de Aquino.

A decisão foi da juíza Edna Maria Ramos da Hora, que ficou responsável por arbitrar sobre o caso.

Namorada do policial, a jovem de 29 anos alegou que o tiro dado por ela na testa dele foi acidental, mas essa versão não convenceu a Polícia Civil.

PublicidadePublicidade

Por isso, o Ministério Público pediu a conversão da prisão em flagrante para preventiva, o que foi acatado pela magistrada.

Também foi autorizada a quebra do sigilo telefônico do casal. Aplicativos de mensagens, como o WhatsApp, devem ser os principais alvo da perícia.

O delegado Wllisses Valentim, que comanda o inquérito, também já está ouvindo testemunhas.

PublicidadePublicidade

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade