PublicidadePublicidade

SBT anuncia a transmissão de mais um campeonato internacional de futebol

Emissora também passou a ser a casa da Libertadores na última temporada. A Champions League e a Liga Europa são os outros campeonatos que serão exibidos no canal

Folhapress Folhapress -
(Foto: Reprodução)

O SBT anunciou nesta terça-feira (18) a aquisição dos direitos de transmissão da Copa América 2021. A emissora de Silvio Santos fechou acordo com a Conmebol para exibir todos os jogos da seleção brasileira, além da abertura e da final do torneio, que será disputado do dia 13 de junho até 10 de julho.

O Brasil estreia no dia 14, contra a Venezuela, na Colômbia, que sedia o torneio em conjunto com a Argentina.

Os dez países participantes serão divididos em dois grupos de cinco. A seleção brasileira está no Grupo B, junto com Colômbia, Equador, Venezuela e Peru. No grupo A, estão Argentina, Bolívia, Chile, Paraguai e Uruguai.

PublicidadePublicidade

Esse é o segundo acordo recentemente firmado por SBT e Conmebol. A emissora também passou a ser a casa da Libertadores na última temporada. A Champions League e a Liga Europa são os outros campeonatos que serão exibidos no canal, em contratos válidos até 2024.

O narrador Téo José foi o responsável por anunciar a mais nova aquisição do veículo. “Agora é oficial. A competição de seleções mais importante do continente e organizada pela Conmebol é exclusiva no SBT”, disse o narrador.

Com a confirmação do contrato, o SBT voltará a transmitir a Copa América após 32 anos. A última vez que a emissora exibiu a competição foi em 1989, ano em que o torneio foi realizado no Brasil, o campeão da edição, ao vencer o Uruguai na final.

Prevista para ocorrer em dois países, a edição deste ano corre o risco de ter de ser disputada somente na Argentina devido à crescente tensão social na Colômbia, com múltiplos protestos contra o governo do presidente Iván Duque.

No último dia 13, a partida entre América de Cali e Atlético-MG, pela Libertadores, foi interrompida cinco vezes por causa de conflitos no entorno do estádio Romelio Martínez, em Barranquilla.

Faz três semanas que a Colômbia vive um clima acentuado de violência. Os protestos tiveram início contra uma reforma tributária no país e se transformaram em críticas diversas ao governo, cobrado por suas ações na pandemia de Covid-19 e por problemas de emprego e educação.

Nesta terça (18), o presidente argentino Alberto Fernández disse que seu país está à disposição para sediar o torneio sozinho se for necessário.

“Temos que garantir os protocolos para que seja possível essa Copa América. E vamos falar com toda a franqueza: é uma Copa América para a televisão. Se houver algum problema, nós estamos dispostos a ver a possibilidade de organizarmos sozinhos”, afirmou.

PublicidadePublicidade

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade