PublicidadePublicidade

São Paulo monta estratégia para frear variante indiana do novo coronavírus

Primeiros casos de contaminação com a nova cepa foram identificados no Maranhão

Folhapress Folhapress -
(Foto: Divulgação)

Isabela Palhares, de SP – A Prefeitura de São Paulo apresentou neste sábado (22) proposta ao Ministério da Saúde para que seja feito controle sanitário em rodoviárias e estradas para tentar controlar a disseminação da variante indiana do coronavírus.

Os primeiros casos de contaminação com a nova cepa foram identificados no Maranhão. Segundo o secretário municipal de Saúde, Edson Aparecido, a estratégia pensada para a capital paulista é a de atuar no controle do trânsito de pessoas provenientes desse estado.

Segundo o secretário Edson Aparecido, o ministro Marcelo Queiroga adiantou que a iniciativa e as sugestões de São Paulo serão estudadas para serem disseminadas no âmbito nacional, por meio de um trabalho conjunto e articulado entre a Anvisa e as vigilâncias locais para evitar a disseminação de novas variantes, em especial com a circulação da indiana no Maranhão.

PublicidadePublicidade

O ministro da Saúde não confirmou se irá adotar as medidas, mas afirmou que vai analisar a proposta feita pelo município.

Aparecido pediu que a PRF (Polícia Rodoviária Federal) promova blitzes nas estradas federais para identificar sintomáticos. Entre os pontos sugeridos estão as rodovias federais Fernão Dias e Presidente Dutra e também o Terminal Rodoviário do Tietê.

Passageiros que forem identificados com sintomas serão levados para unidades de urgência da região, onde será feita a testagem com RT-PCR. Em caso positivo do exame, os mesmos serão isolados por dez dias, a partir do início dos sintomas.

Os assintomáticos serão orientados e receberão um check-list para detecção dos sintomas e formas de prevenção.

A secretaria municipal de Saúde informou que até o momento não há qualquer evidência da circulação das cepas indianas em São Paulo. Na cidade, foram identificadas as variantes de Manaus e do Reino Unido.

PublicidadePublicidade

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade