PublicidadePublicidade

Áudio em que homem fala sobre intubação de pacientes no Hospital Municipal é mentiroso, diz Semusa

Pasta, que não disse se buscou a Polícia Civil para identificar os responsáveis pela falsa denúncia, também lamentou a 'tentativa cruel de manchar a imagem dos profissionais de saúde'

Avatar Danilo Boaventura -
Entrada do Hospital Municipal Jamel Cecílio, na Vila Jussara. (Foto: Captura/ Google Maps)
PublicidadePublicidade

Um áudio de pouco mais de sete minutos tem circulado em grupos de WhatsApp desde a manhã desta terça-feira (08) com um homem insinuando que pacientes Covid do Hospital Municipal Jamel Cecílio estão sendo marcados para morrer.

O narrador, que não se apresenta, narra para um interlocutor que ele chama por Júlio que uma idosa que seria irmã do padrasto dele fugiu da unidade ao ter os pés marcados por um “X”, que seria um símbolo para determinar quem seria intubado na enfermaria.

Em nota à imprensa, no final da tarde, a Secretaria Municipal de Saúde (Semusa) afirmou que a história contada no áudio é mentirosa e garantiu que “antes do processo de intubação, vários procedimentos são executados antes de iniciar a ventilação mecânica, que faz parte do tratamento de complicações de Síndromes Respiratórias Agudas Graves” como é o caso da Covid e outras doenças.

PublicidadePublicidade

A pasta, que não disse se buscou a Polícia Civil para identificar os responsáveis pela falsa denúncia, também lamentou a “tentativa cruel de manchar a imagem dos profissionais que tanto se dedicam aos cuidados diários de todos que são atendidos na unidade”.

A seguir, a nota da Semusa na íntegra.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade