PublicidadePublicidade

Pelo retorno do protagonismo da UEG

Amilton Filho Amilton Filho -
(Foto: Reprodução)

Patrimônio de Goiás, a Universidade Estadual de Goiás (UEG) representa um marco histórico para nosso Estado. A nossa UEG é responsável por uma série de transformações que vão muito além da educação, a sua atividade-fim. Como universidade pública, a UEG cumpre seu papel com brilhantismo, impulsionada por seus servidores, professores, mestres e doutores. Afinal, oportuniza a milhares de goianos e goianas a chance transformarem suas vidas por intermédio da qualificação num curso superior.

Ao longo de 20 anos, a UEG cumpriu este papel na educação superior de goiás, desdobrando seus impactos no perfil social do nosso Estado. Através da UEG, milhares de pessoas mudaram a vida das suas famílias e, coletivamente, criamos um novo cenário no desenvolvimento social e educacional da população.

É por isto que, neste momento, reforçamos a defesa pelo retorno do protagonismo da instituição através da realização das eleições para a escolha do novo reitor. Agendada para 24 de junho, a data é um novo marco democrático para que a UEG avance na conquista de sua autonomia de gestão e no desenvolvimento de uma política educacional em consonância com os atores que estão vivendo a UEG. Entregar a universidade para aqueles que conhecem seus desafios e seus potenciais é um gesto decisivo para ampliar a capacidade de atendimento social da universidade.

PublicidadePublicidade

A expectativa que temos – e o nosso trabalho em defesa da educação de acordo com o que acreditamos – é que o novo reitor tenha capacidade e autonomia para devolver o protagonismo das ações e seja um representante do pensamento corrente dos profissionais que constroem diariamente a UEG.

Junta-se a isto, o nosso compromisso perene com a educação e a contribuição através do diálogo e a representação na Assembleia Legislativa no desenvolvimento de políticas públicas em prol da Educação de Goiás. Temos orgulho de dizer que a UEG é “nossa”, uma vez que sua sede administrativa é em Anápolis e sairá daqui nos próximos anos as decisões a serem tomadas para a retomada da UEG.

Que o próximo reitor tenha capacidade de gestão e condições de criar pontes e diálogo para que a UEG possa seguir o seu destino e cumprir a sua missão: oportunizar aos jovens de um futuro melhor, formar cidadãos goianos com novas e melhores expectativas através da qualificação profissional em um curso superior de qualidade incontestável como os proferidos pela instituição.

Amilton Filho é advogado e deputado estadual pelo Solidariedade. Escreve todas às quartas-feiras. Siga-o no Instagram.

As ideias e opiniões expressas no artigo são de exclusiva responsabilidade do autor, não refletindo, necessariamente, as visões do Portal 6.

PublicidadePublicidade

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade