PublicidadePublicidade

Estudo mostra novo dado alarmante sobre a variante Delta do coronavírus: “a guerra mudou”

Anápolis possui um caso suspeito da cepa e paciente aguarda o resultado de um sequenciamento genético

Rafaella Soares Rafaella Soares -
(Foto: Eduardo Anizelli/ Folhapress)

Um relatório do Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos Estados Unidos, divulgado nesta sexta-feira (30) pelo The New York Times, trouxe um novo dado alarmante sobre a variante Delta do coronavírus.

O documento aponta que a cepa é ainda mais transmissível do que os vírus que causam doenças como MERS, SARS, Ebola, resfriado, gripe sazonal e varíola.

Por conta disso, a agência americana conseguiu concluir que a Delta é tão contagiosa quanto a catapora, aquela famosa infecção altamente transmissível que causa irritações na pele.

Mais descobertas ainda poderão ser reveladas pelo CDC dentro do mesmo estudo, mas este primeiro relatório já recomenda a necessidade de “reconhecer que a guerra mudou”.

Mesmo com a preocupação com a variante, o material divulgado também reforça que as vacinas possuem alta eficácia para evitar casos graves de Covid-19, bem como a necessidade de hospitalização e morte pela doença.

Em tempo

Nota divulgada pela Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (SES-GO) na última terça-feira (27) dá conta que Anápolis possui um caso suspeito da variante Delta do novo coronavírus.

De acordo com a pasta, o paciente teve contato com um morador do Distrito Federal, que está passando por um surto da cepa, e aguarda o resultado de um sequenciamento genético.

Identificada pela primeira vez na Índia, a Delta se espalhou para vários países e causa sintomas específicos. Febre, tosse e perda de olfato e paladar eram os sinais mais comuns da Covid-19, porém a nova linhagem tem manifestado mais dores de cabeça, garganta, coriza e febre.

São, conforme especialistas, sintomas de um resfriado leve. E é isso que faz a variante ser tão perigosa porque as pessoas, se infectadas, podem não dar a devida importância e continuar circulando normalmente.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade