PublicidadePublicidade

Chegando para trabalhar, empregada encontra família inteira morta e com sinais brutais de violência

Havia tanto sangue no local que funcionária entrou em choque e precisou ser socorrida pelo SAMU

Da Redação Da Redação -
(Foto: Reprodução)

A Polícia Civil já está investigando o falecimento de três integrantes de uma mesma família, em Umuarama, no Paraná. As vítimas foram encontradas mortas e com sinais de violência, na segunda-feira (09), por uma empregada doméstica que trabalhava na casa.

O casal, identificado como Helena Maria Marra dos Santos, de 59 anos, e Antônio Soares dos Santos, de 65 anos, estava no térreo. Já a filha deles, a advogada Jaqueline Soares dos Santos, de 39 anos, foi deixada sem vida em uma banheira, no piso superior.

Os três corpos tinham vários sinais de perfuração de arma branca e havia tanto sangue pela residência que a funcionária entrou em choque e precisou ser socorrida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU).

PublicidadePublicidade

De acordo com o G1, o marido de Jaqueline, que vivia em outra casa, foi detido no final da noite da segunda (09), como o principal suspeito do crime, depois de manchas de sangue serem encontradas no carro dele.

Ele se tornou alvo da corporação após ficar indiferente com a notícia das mortes e entrar em contradição ao afirmar que esteve na casa da família da companheira, em diferentes horários, no dia do crime.

Uma necrópsia feita nos cadáveres mostra que a advogada foi golpeada mais vezes com uma faca. Isso seria uma prova de que ela era o principal alvo do autor.

Além disso, parte da casa chegou a ser lavada após o crime e nenhum pertence de valor foi arrombado ou subtraído. Não está descartada, porém, a participação de mais pessoas na ação.

PublicidadePublicidade

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade