PublicidadePublicidade

Governo Federal expande para mais 211 cidades programa inspirado em Anápolis

Saúde na Hora amplia o horário de atendimento nas Unidades de Saúde da Família e Unidades Básicas de Saúde durante a noite, horário de almoço e fim de semana

Denilson Boaventura Denilson Boaventura -
(Foto: Reprodução)

O ministro da Saúde Marcelo Queiroga anunciou neste sábado (28) a expansão do Programa Saúde na Hora, inspirado no modelo de Anápolis, que viabiliza a implantação do horário estendido de funcionamento das Unidades de Saúde da Família (USF) e Unidades Básicas de Saúde (UBS).

Segundo a pasta, mais 373 unidades de saúde em 211 municípios brasileiros poderão funcionar com horário estendido. As unidades de saúde habilitadas vão receber, até dezembro de 2022, mais de R$ 110 milhões para garantir atendimento à população durante um período maior.

“Temos apoiado fortemente a atenção primária. Eu sou cardiologista e especialista em cateterismo cardíaco. Portanto, sou um médico que atua na atenção especializada à saúde. Mas não vai ser implantando stents que nós vamos mudar os indicadores de saúde pública que nós precisamos”, disse Queiroga durante inauguração de UBS em Gramado (RS).

PublicidadePublicidade

O Saúde na Hora amplia o horário de atendimento nas Unidades de Saúde da Família e Unidades Básicas de Saúde durante a noite, horário de almoço e fim de semana. O objetivo é aumentar o acesso aos serviços de saúde em horários mais flexíveis. Anápolis foi a primeira cidade do Brasil a implementá-lo.

Unidades do Bairro de Lourdes, Recanto do Sol, Parque Iracema e Abadia Lopes são as que contam o atendimento em horário estendido. Mas atualmente, por conta da pandemia, apenas a do Parque Iracema está em funcionamento neste modelo.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade