PublicidadePublicidade

Neto revela para polícia o motivo de ter decapitado idoso com facão em Goiás

Rapaz pegou um carro por aplicativo para jogar a cabeça do avô em uma ponte

Da Redação Da Redação -
(Foto: Reprodução/ Polícia Militar)

O Grupo de Investigação de Homicídios (GIH) de Senador Canedo interrogou o jovem, de 19 anos, suspeito de matar e decapitar o avô, de 82 anos, no município goiano.

Durante a conversa, o rapaz confessou como aconteceu o crime e qual foi a motivação por trás da ação violenta.

Segundo a Polícia Civil, ele contou que o avô visitou a família no estado do Pará, onde reside o suspeito, e que lá ele teria molestado sexualmente uma das neta, de apenas 12 anos.

A adolescente é irmã do jovem que, sabendo da notícia, viajou atrás do octogenário para Goiás, em uma tentativa de acertar as contas.

Já armado de um facão escondido entre as roupas, ele foi até a casa do idoso para confrontá-lo. Durante a discussão, ele teria sacado a arma branca e atingido o ancião.

Não satisfeito, o rapaz arrancou também a cabeça da vítima, colocou em uma sacola preta e fugiu em um carro de aplicativo.

Ele também confessou às autoridades que, no meio do trajeto, atirou a parte do corpo em uma ponte.

Ao motorista do veículo, ele justificou a ação dizendo se tratar de um gato morto.

PublicidadePublicidade

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade