PublicidadePublicidade

Brasil segue como um dos melhores do mundo, diz técnico da Argentina

As duas equipes se enfrentaram na final da Copa América deste ano e os argentinos saíram vencedores

Folhapress Folhapress -
Neymar marca de pênalti o segundo gol do Brasil (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)

A seleção brasileira recebe a Argentina neste domingo (5), às 16h, na Neo Química Arena, pelas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2022, no Qatar.

Será o primeiro encontro entre as rivais desde a final da última Copa América, vencida pelos argentinos. Com gol de Ángel Di María, no Maracanã, a equipe alviceleste venceu por 1 a 0 e encerrou um jejum de 28 anos sem títulos.

Contudo, apesar de terem sido superados na decisão e da atuação ruim na vitória sobre o Chile, na última quinta (2), os brasileiros seguem bastante respeitados por seus pares argentinos. Ao menos nas palavras do técnico Lionel Scaloni, que guiou sua seleção à conquista continental.

PublicidadePublicidade

“O Brasil segue como uma das melhores equipes do mundo. Jogue quem jogue, será sempre um rival importante. Vem de uma sequência positiva incrível e demonstra estar à altura por seus jogadores de enorme qualidade. Vamos encarar a partida com a máxima exigência”, disse Scaloni em entrevista coletiva neste sábado (4).

Quando fala sobre a “sequência incrível”, o treinador argentino se refere à campanha do Brasil nas Eliminatórias. Em sete partidas da disputa sul-americana até aqui, o time de Tite soma 21 pontos, registrando 100% de aproveitamento.

Sobre a equipe que vai a campo neste domingo para tentar tirar o retrospecto perfeito do Brasil na competição, Scaloni diz ter uma ideia da escalação que colocará na Neo Química Arena, mas ainda espera para saber as condições de Lionel Messi.

Na vitória da última quinta por 3 a 1 diante da Venezuela, em Caracas, o camisa 10 argentino sofreu uma entrada dura de Adrián Martínez na altura do joelho. O venezuelano recebeu cartão vermelho direto e deixou sua equipe com um a menos ainda no primeiro tempo.

Apesar do lance ríspido, Messi seguiu em campo e atuou os 90 minutos, sua primeira partida completa desde o título da Copa América.

“Leo está bem. Foi um susto, mas por sorte está bem. Confirmaremos sua condição esta tarde (de sábado), quando faremos trabalho no campo”, afirmou o técnico da Argentina.

PublicidadePublicidade

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade