PublicidadePublicidade

Ministério Público tem vitória e consegue fazer Isabela Freire ir a júri popular

Defesa da estudante quis emplacar tese que ela teve ‘alterações patológicas’, mas laudo nega

Danilo Boaventura -
Isabella Freira, em foto retirada após prisão. (Foto: Portal 6)

Titular da 1ª Vara Criminal de Anápolis, a juíza Cristiane Moreira Lopes Rodrigues deu razão ao Ministério Público e determinou que Isabela Freire encarará o júri popular.

O Portal 6 teve acesso à decisão no final da tarde desta sexta-feira (24) e verificou que a magistrada, em 15 laudas, refutou todos os pedidos da defesa da estudante.

O principal foi a tese de que Isabela cometeu o crime por estar sob ‘alterações patológicas’.

Neste ponto a juíza lembrou que um laudo elaborado pela Junta Médica Oficial do Tribunal de Justiça de Goiás (TJGO) assegurou que isso não é verdade.

Os advogados da estudante também pediram redução de pena, mas a magistrada lembrou que isso não é legal uma vez que aceitou o pedido do Ministério Público para levá-la a júri popular.

PublicidadePublicidade

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade