PublicidadePublicidade

Motorista é detido com veículo suspeito de furar pedágio 418 vezes em SP

Empresa dona do caminhão apresentou comprovantes de pagamento de pedágio na delegacia

Folhapress -
Motorista de caminhão foi detido após furar o pedágio na rodovia Ayrton Senna, na região de Mogi das Cruzes. Segundo concessionária que administra a pista, o veículo já passou sem pagar 418 vezes (Foto: Reprodução)

Fábio Pescarini, de SP – A Polícia Militar Rodoviária deteve um motorista de 45 anos, na tarde de segunda-feira (27), na rodovia Ayrton Senna, em Mogi das Cruzes (SP), após ele passar direto pela cancela de pedágio do sistema de pagamento automático.

Segundo a Ecopistas, concessionária que administra a rodovia estadual, o caminhão abordado é suspeito de ter cometido 418 evasões entre janeiro de 2020 e setembro de 2021, gerando um valor de R$ 7.713 de dívida.

A empresa dona do caminhão apresentou comprovantes de pagamento de pedágio na delegacia.

“A identificação foi possível com o uso de equipamentos instalados na praça de pedágio como câmeras que fazem a leitura da placa do veículo por meio de identificação automática de caracteres [OCR]”, disse a concessionária em nota. “As informações foram repassadas à polícia”, completou o texto.

Segundo a Secretaria da Segurança Pública, policiais militares que atenderam a ocorrência foram informados que o caminhão possuía um dispositivo que possibilitava a passagem nos pedágios por meio de pagamento automático e que o motorista não sabia o que havia de errado.

De acordo com boletim de ocorrência, o motorista disse que era orientado pela empresa dona do caminhão a dar continuidade no transporte caso a cancela não abrisse, pois “a empresa efetua pagamento”.

Representantes da empresa, com sede em Guarulhos (Grande SP), foram chamados até a delegacia e confirmaram que o veículo possui dispositivo para abertura da cancela e pagamento do pedágio, e que foram orientados pela prestadora de serviços que, em caso de não conseguirem passar pela cancela, poderiam dar continuidade, pois a concessionária da rodovia a notificaria, o que seria repassado à companhia dona do veículo.

A partir daí comprovantes de pagamentos de pedágio forram apresentados para a polícia durante a elaboração da ocorrência.

De acordo com a SSP, o motorista será investigado e o caso foi registrado como localização/apreensão de veículo. As investigações serão encaminhadas ao 2º Distrito Policial do município.

Segundo a polícia, o caminhão ficou preso porque consta um bloqueio da Polícia Civil de Itaquaquecetuba, também na Grande SP. Como não havia guincho para rebocar o veículo, de grande porte, ele foi levado pelo próprio motorista do caminhão, com escolta da polícia, até o pátio.

A reportagem não conseguiu contato os donos do caminhão e com a defesa. Segundo o boletim de ocorrência, um advogado da empresa que acompanhou a ocorrência disse que eventuais multas recebidas em períodos anteriores foram devidamente recorridas junto ao DER (Departamento de Estradas e Rodagem). E que há prestadora dona do dispositivo tem os comprovantes de pagamentos de pedágio.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade