Sindicato se pronuncia após decisão do TJGO sobre a greve dos médicos de Anápolis

Em nota, entidade diz que já entrou com recurso e traz orientação sobre como os profissionais devem agir a partir de agora

Pedro Hara -
Greve foi suspensa pelo Tribunal de Justiça (Foto: Bruno Velasco/ Secom)

O Sindicato dos Médicos de Anápolis (SIMEA) se pronunciou sobre a decisão do Tribunal de Justiça de Goiás (TJGO) que considerou ilegal a greve dos profissionais do município.

Em nota, na noite desta segunda-feira (18), a entidade orientou que os médicos retornem ao serviço de maneira imediata após a liminar deferida em favor da Prefeitura de Anápolis.

Entretanto, apesar do retorno imediato ao trabalho, o SIMEA ratificou que será mantido o estado de greve até a decisão do recurso interposto pela entidade.

PublicidadePublicidade

Neste recurso, o sindicato pede que o movimento grevista seja considerado legal perante a Justiça.

A entidade ainda afirma estar aberta a negociações para solucionar o impasse que vem ocorrendo entre os médicos e a Secretaria Municipal de Saúde (Semusa).

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.