Cerca de 100 detentos de Goianira estão sendo levados para presídios de Aparecida

Unidade prisional do município está sendo desativada pela DGAP

Karina Ribeiro -
Unidade Prisional de Goianira. (Foto: Portal 6)

Atualizada às 11h12 com nota da DGAP

Cerca de 100 detentos de Goianira  – localizada a 29 km de Goiânia – estão sendo levados para a Casa de Prisão Provisória (CPP), em Aparecida de Goiânia, nesta manhã de quarta-feira (20).

O Portal 6 apurou que a unidade prisional do município está sendo desativada, possivelmente, por conta de problemas de irregularidades no terreno.

PublicidadePublicidade

O transporte desses detentos está sendo realizada por três ônibus do Sistema Penitência Prisional de Goiás e envolve dezenas de agentes de segurança pública.

Com a palavra a  Diretoria Geral de Administração Penitenciária (DGAP)

A Administração Penitenciária vem adotando uma política de regionalização das unidades prisionais para otimizar a estrutura penitenciária em Goiás, com o objetivo de reduzir gastos e gerar economia para os cofres públicos e, assim, melhorar as condições dos detentos e servidores, garantindo também mais segurança para a população local.

A DGAP informa ainda que a política de fechamento das unidades prisionais segue o Decreto Nº 9.842 de 30 de março de 2021, que define os municípios-sede das unidades regionais dos órgãos integrantes da Segurança Pública, fixando circunscrições específicas.

Para o fechamento da unidade, foi adotado um rigoroso processo de análises e estudos de vagas para o remanejamento dos 97 presos para as demais unidades prisionais pertencentes a mesma Coordenação Regional Prisional de Goianira. De modo que os presídios localizados no Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia possuem total capacidade para o recebimento dos custodiados.

Por questão de segurança, ordem e disciplina, as informações sobre a quantidade de custodiado que serão transferidos para cada unidade prisional, assim como horário das transferências, segue restrito à administração penitenciária.

A superintendência ressalta ainda que os familiares dos detentos, bem como o Judiciário, Ministério Público e demais forças policiais foram devidamente informados sobre o fato.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.