Como se cadastrar para o Auxílio Brasil

Novo programa federal, que substitui o Bolsa Família, começará a pagar R$ 400 por mês a partir de novembro

Anna Júlia Steckelberg -
como se cadastrar para o Auxílio Brasil
Auxílio Brasil, novo programa social, pagará R$ 400. (Foto: Reprodução)

Você sabia que o Cadastro Único (CadÚnico) é o principal instrumento do governo para a inclusão de famílias de baixa renda nos benefícios federais? E claro que, com o novo programa, não seria diferente. Por isso, veja como se cadastrar para o Auxílio Brasil

O Auxílio Brasil pagará R$ 400 por mês. Porém, antes de tudo, estar no Cadastro Único, não significa a entrada automática no programa pois cada um deles tem suas regras específicas. Mas é pré-requisito para que a inscrição seja avaliadaQuem pode se cadastrar no CadÚnico?

Primeiramente, famílias com renda mensal de até meio salário mínimo (R$ 550, em 2021) por pessoa;

PublicidadePublicidade

– Além disso, famílias com renda mensal total de até três salários mínimos (R$ 3.300);

– Família com renda maior que três salários mínimos, desde que o cadastramento esteja vinculado à inclusão em programas sociais nas três esferas do governo;

– Por fim, pessoas que moram sozinhas e pessoas que vivem em situação de rua (sozinhas ou com a família) também podem realizar o cadastro.

Como se cadastrar para o Auxílio Brasil

Periodicamente, os municípios realizam visitas domiciliares às famílias de baixa renda para efetuar o cadastro. Entretanto, essa não é a única forma de ter um Cadastro Único. Basicamente, pessoas e famílias que se enquadrem nas rendas citadas acima podem procurar um CRAS (Centro de Referência em Assistência Social) e solicitar o cadastro. O endereço mais próximo pode ser localizado no site Mapas Estratégicos para Políticas de Cidadania (MOPS)

Para realizar o cadastro, é necessário:

– Ter uma pessoa responsável pela família para responder às perguntas do cadastro. Além disso, essa pessoa deve fazer parte da família, morar na mesma casa e ter pelo menos 16 anos;

– Ademais, que o responsável apresente o CPF ou o título de eleitor. Em caso de indígena ou quilombola, pode apresentar qualquer outro documento listado abaixo;

– Apresentar pelo menos um dos seguintes documentos de todas as pessoas da família: certidão de nascimento; certidão de casamento; CPF; carteira de identidade (RG). Além disso, Certidão Administrativa de nascimento do indígena (RANI); carteira de trabalho; título de eleitor.

– Por fim, levar um comprovante de endereço, que pode ser conta de água ou luz. Não é obrigatório apresentar, mas ajuda no preenchimento do endereço.

Devo manter meu cadastro no Cadastro Único atualizado?

Sim. Basicamente, você deve manter seus dados sempre atualizados. Portanto, quando algo mudar na família (como, por exemplo, o nascimento de um filho, mudança de casa ou de trabalho, alguém deixar de morar na residência), o responsável pela família deve procurar o Cras e atualizar as informações.

Qual o aplicativo do Cadastro Único?

Resumidamente, o aplicativo do Cadastro Único se chama Meu CadÚnico e está disponível gratuitamente para Android e iOS. Assim, basta entrar na Google Play ou na App Store e fazer o download.

Como saber se estou cadastrado no Cadastro Único?

Há três formas de consultar se você está cadastrado no CadÚnico:

Pelo site

1. Acesse o site Meu CadÚnico;

2. Preencha o formulário com seu nome completo, data de nascimento, o nome da mãe e selecione o estado e município onde mora;

3. Clique em “Emitir”.

Pelo aplicativo

1. Baixe o aplicativo na loja do seu sistema operacional (Android ou iOS);

2. Abra o aplicativo e clique em entrar;

3. Preencha o mesmo formulário do site: nome, data de nascimento, nome da mãe e lugar onde mora.

Pelo telefone

1. Ligue para 0800 707 2003;

2. Selecione a opção 5;

3. A ligação é gratuita, e o horário de atendimento é das 7h às 19h de segunda a sexta e 10h às 16h nos finais de semana e feriados.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.