Goiânia é a segunda capital com a gasolina mais cara do País

Levantamento da Agência Nacional do Petróleo ainda não considera último reajuste

Karina Ribeiro -
(Foto: Reprodução)

Se já está ruim, ainda pode piorar.

Antes mesmo de começar a vigorar o novo índice sobre os preços dos combustíveis anunciados pela Petrobras na última segunda-feira (25), Goiânia já amargava o lugar inglório de ser a segunda capital com o produto mais caro nas bombas dos postos de combustíveis em todo o país.

Na liderança está o Rio de Janeiro (RJ), cujo preço médio do litro na última semana R$ 7,29. Goiânia, assim como Natal (RN), São Paulo (SP), Fortaleza (MA) e o Distrito Federal (DF) dividem o segundo lugar – com preço médio de R$ 6,99.

PublicidadePublicidade

A capital mais barata, conforme levantamento é Macapá (AP), R$ 5,83.

Realidade atual

Uma prática não rara adotada pelo setor é aumentar o preço dos combustíveis já no dia do anúncio da estatal. Desconsideram o estoque que foi adquirido por preço inferior e já incrementam o valor.

Prova disso, que um posto localizado no Setor Moraes, em Goiânia, o preço da gasolina já está a R$ 7,39. No Setor Sul, um pouco mais barato, a R$ 7,27. O de menor preço, está no São Judas Tadeu, a R$ 6,27.

PublicidadePublicidade

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.