PublicidadePublicidade

PIS 2022: entenda as mudanças e quem deve receber o benefício

Depois do adiantamento do abono salarial deste ano, veja quem será contemplado no próximo

Anna Júlia Steckelberg -
PIS 2022- entenda as mudanças e quem deve receber o benefício
Em 2022, o pagamento não se iniciará no segundo semestre como de costume. (Foto: Reprodução)

Bom, diante do adiamento do abono salarial (PIS 2021) deste ano, cresce entre os trabalhadores a expectativa para saber quem terá o direito a sacar o abono do PIS/PASEP em 2022. Por isso, entenda tudo sobre o PIS 2022, as mudanças e quem deve receber. 

Primeiramente, dentre as mudanças temos que, segundo o Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador (Codefat), no ano que vem o pagamento não se iniciará no segundo semestre, como de costume. Assim, a partir de 2022, isso será feito entre os meses de janeiro e dezembro para todos os trabalhadores. 

Qual é a diferença de PIS e PASEP?

Antes de tudo, é comum os trabalhadores acreditarem que o PIS e o PASEP se tratam de um mesmo abono. Mas não são! 

Sendo assim, o PIS se refere ao Programa de Integração Social que foi estabelecido pela Lei Complementar n°. 7/1970. Logo, esse pagamento é voltado aos trabalhadores que atuam na iniciativa privada e recebem anualmente o valor por meio da Caixa Econômica Federal.  

Paralelamente à criação do PIS, a Lei Complementar n°. 8/1970 estabeleceu o PASEP que se trata do Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público. Assim, como o próprio nome já diz, esse benefício também é anual e garantido aos servidores públicos. Neste caso, o pagamento fica sob responsabilidade do Banco do Brasil. 

Quem terá direito a receber o abono do PIS/PSEP em 2022?

A seguir, é necessário que o trabalhador atenda aos seguintes requisitos para poder sacar o abono salarial do PIS/PASEP em 2022:

– Primeiro, estar inscrito no PIS (para trabalhadores da iniciativa privada), ou ter o cadastro no PASEP (caso seja servidores públicos). Essa inscrição deve ser de pelo menos cinco anos;

– Em seguida, o trabalhador precisa ter recebido uma remuneração média de até dois salários mínimos em 2020 (soma das remunerações auferidas e informadas por um ou mais empregadores);

– Por fim, para ter direito a sacar o abono salarial do PIS/PASEP em 2022, também é necessário ter trabalhado com carteira assinada por pelo menos 30 dias em 2020. Esse período  pode ser consecutivo ou não; 

Mas atenção: o direito de receber o PIS/PASEP somente é efetivado se a empresa envia anualmente os dados do trabalhador ao Governo Federal por meio da RAIS (Relação Anual de Informações Sociais).

Como saber se tenho direito de sacar o abono salarial?

Enquanto isso, quem está com dúvidas sobre o direito a sacar o abono salarial do PIS/PASEP em 2022, pode ficar tranquilo! Basta fazer uma consulta online, veja: 

Site da Caixa Econômica Federal:

– Acesse o site

Informe seu CPF, NIS e senha;

– Clique em “Não sou um robô”;

– Procure pela opção “PIS”

– Clique em “Consultar Pagamento”;

Aplicativo Caixa Trabalhador: 

– Instale o app em seu celular;

– Faça seu cadastro mediante ao CPF e PIS;

– Clique em “Acessar”;

– Confira as informações atualizadas sobre seu PIS;

Além disso, outra opção é entrar em contato com a Caixa Econômica Federal através do telefone 0800 726 0207. Ademais, os servidores públicos que são correntistas do Banco do Brasil, podem conferir o recebimento do PASEP através dos canais oficiais do banco, como site e aplicativos. Veja os outros telefones disponíveis: 

– Central de atendimento do Banco do Brasil: 4004-0001 (capitais e regiões metropolitanas); 

– 0800 729 0001 (demais cidades); 

– 0800 729 0088 (deficientes auditivos). ​

Qual o calendário do PIS/PASEP 2022?

No geral, o novo calendário de pagamentos do abono salarial de 2020 ainda não está divulgado. Porém, a previsão é de que os trabalhadores somente poderão conhecer as novas datas desse abono a partir de janeiro de 2022. É importante ressaltar que os pagamentos ocorrem conforme o mês de nascimento dos empregados que atuam em empresas privadas.

Por sua vez, os servidores públicos que possuem direito ao abono recebem conforme o número final de inscrição no PASEP. Essa forma de pagamento não irá mudar. Sendo assim, os trabalhadores devem aguardar a divulgação do calendário oficial que será feito pelo Governo Federal por meio da Caixa Econômica Federal e do Banco do Brasil, que são os responsáveis pelo pagamento. 

PublicidadePublicidade

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.