Entenda por que Goiânia deve ser uma das últimas capitais a ter a internet 5G

Por comparação, Palmas e Porto Velho, que são menores, já estão com processo adiantado. Implantação começa neste ano

Pedro Hara -
Capital não dispõe do aparato necessário para implementar o 5G (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Após diversos capítulos, o leilão do 5G enfim irá acontecer nesta quinta-feira (04). Entretanto, apesar da tecnologia estar prestes a ser disponibilizada no país, apenas sete capitais estão aptas para receber a inovação e Goiânia não está entre elas.

De acordo com o levantamento realizado pela Conexis Brasil Digital, grupo que reúne as principais operadoras que atuam no Brasil, capitais menores que Goiânia, como Palmas e Porto Velho, já dispõe de infraestrutura necessária para a implementação.

Boa Vista, Brasília, Curitiba, Fortaleza, Porto Alegre são as outras que apresentam condições satisfatórias para receber a tecnologia.

O que falta para Goiânia?

Quem desejar utilizar o 5G na cidade irá enfrentar alguns transtornos. A legislação atual do município não permite que seja realizada a instalação de antenas da velocidade e amplitudes necessárias para o funcionamento da tecnologia. As informações são do site entrelinhas.

Sendo assim, a solução para a cidade seria a mudança da legislação em benefício do conceito de “Cidade Inteligente” e da população que poderia usufruir de um serviço de internet móvel mais rápido que o atual.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.