Criatividade de traficante abordado pela CPE chamou atenção de policiais

Curiosidade foi percebida em abordagem de rotina dos militares

Da Redação -
(Foto: Divulgação / CPE)

Uma simples ida a Aparecida de Goiânia para resolução de questões administrativas, na quinta-feira (04), resultou em uma grande apreensão da Companhia de Policiamento Especializado (CPE) de Anápolis.

Ao Portal 6, o tenente Bueno explicou que a equipe tinha o objetivo de resolver uma situação do trabalho quando percebeu um motociclista, de 23 anos, em atitude suspeita.

Uma abordagem de rotina foi realizada e os agentes acabaram descobrindo que o jovem, morador do setor Aeroporto Sul, tinha guardado 3.818 comprimidos de ecstasy e 12 papelotes de cocaína.

PublicidadePublicidade

O que mais chamou atenção era que as drogas eram personalizadas e distribuídas em sistema “delivery”. Os comprimidos coloridos tinham marcas de redes sociais, como Facebook e YouTube, e até marcas de pneus, como Pirelli.

Já os pacotinhos que continham cocaína eram fechados com um papel de ‘controle de qualidade’ que dizia “Delivery. Não receber com o lacre violado”.

Junto dos entorpecentes, os militares também apreenderam extrato ecstasy, duas balanças de precisão e a moto, que era usada para as entregas. Ao todo, o prejuízo para o tráfico local foi de aproximadamente R$ 250 mil.

O suspeito foi detido e encaminhado para uma delegacia da Polícia Civil.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.