UFG aprova documento importante para retorno às aulas em 2022

Proposta foi aprovada com 55 votos a favor e duas abstenções, PUC Goiás também estuda adotar resolução

Pedro Hara -
Fachada do prédio da Reitoria da UFG. (Foto: Divulgação/Reitoria Digital UFG)

A exigência do passaporte da vacina foi aprovado pelo Conselho Universitário da UFG (Consuni). A decisão abrange todos os professores, servidores técnicos-administrativos, estudantes e visitantes. Foram 55 votos a favor e duas abstenções.

O requerimento que discutiu a exigência do documento foi proposto pelo Diretório Central dos Estudantes (DCE), Sindicato dos Docentes das Universidades Federais de Goiás (Adufg) e Sindicato dos Trabalhadores Técnico-Administrativos em Educação das Instituições Federais de Ensino Superior do Estado de Goiás (Sintifesgo).

O reitor da instituição, Edward Madureira Brasil, se posicionou a favor da aprovação e disse que o tema já vinha sendo discutido dentro do conselho.

PublicidadePublicidade

As aulas presenciais serão retomadas na UFG no dia 17 de janeiro de 2022. O retorno já havia sido aprovado pelo Consuni.

PUC

A Pontifícia Universidade Católica (PUC Goiás) é outra instituição de ensino que também discute a adoção do passaporte da vacina.

O documento foi assinado por três entidades: Associação dos Professores, Associação dos Servidores e o DCE da instituição.

Além do passaporte, os autores do requerimento pedem que sejam realizadas testagens gratuitas e periódicas naqueles que frequentam a instituição.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.